Quimioterapia

ONCOLOGIA CLÍNICA (QUIMIOTERAPIA) O QUE É?

Oncologia clínica é a especialidade médica responsável pela quimioterapia, que é o tratamento do câncer através de medicamentos. Ao contrário da radioterapia, que tem ação restrita à região em que a radiação é aplicada, a quimioterapia atua em todo o corpo, alcançando as células do câncer ou neoplásicas, em qualquer localização. A quimioterapia tem ação preferencial nas células que estão se multiplicando. No organismo, células normais se multiplicam constantemente para crescimento e reparação dos tecidos. Já as células neoplásicas se multiplicam de forma desordenada, invadindo e comprometendo o funcionamento dos tecidos normais. A quimioterapia age em todas as células, normais ou doentes, e por isso pode apresentar alguns efeitos colaterais, que variam conforme o medicamento aplicado e a tolerância de cada paciente. Na maioria dos casos o tratamento é bem tolerado, e dependendo das drogas utilizadas alguns efeitos como náuseas e queda de cabelos não acontecem.

OBJETIVOS DA QUIMIOTERAPIA

Dependendo do tipo de câncer e de sua extensão no organismo, a quimioterapia pode ter como objetivo curar a doença ou limitar o crescimento dos tumores, permitindo o alívio de sintomas causados pelo tumor.

PROTOCOLO QUIMIOTERÁPICOS

Protocolo de quimioterapia é o termo usado para definir propostas de tratamento que combinam medicamentos, doses e datas programadas. A dose e o tipo de medicação dependem de vários fatores como, por exemplo, tipo do tumor, peso, altura e condições gerais do paciente. Para um mesmo tipo de tumor, vários protocolos diferentes podem ser utilizados.

DURAÇÃO DA QUIMIOTERAPIA

A freqüência entre as aplicações de quimioterapia pode variar bastante. Em alguns casos, a quimioterapia pode ser aplicada em apenas um dia a cada 4 semanas, em outros pode ser semanal ou ainda em dias seguidos. Chamamos de “ciclo” cada grupo de aplicações seguidas. Há um intervalo entre cada ciclo que varia conforme o protocolo e as condições do paciente. A duração da quimioterapia depende do tipo de tumor, do dos objetivos do tratamento, do protocolo utilizado e da resposta ao tratamento obtida pelo paciente.

EFEITOS COLATERAIS

Os efeitos colaterais variam de acordo com os medicamentos, as doses administradas e a tolerância de cada paciente. Em muitos casos, queda dos cabelos, náuseas, perda de apetite e fadiga podem não estar entre os efeitos esperados durante o tratamento, por isso o oncologista deverá orientar cada paciente individualmente.

Gostaria de saber mais?


Como Chegar | Fale conosco
Av. Carllos de Salles Bloch, 660 Anhangabaú - Jundiaí - SP
Fones: (11) 4521.1625 | (11) 4586.9766 | (11) 4521.8650
2007 © COJ Medicina Integrada em Oncologia
Desenvolvido por: thiagoericson